Síndrome do impacto do Ombro

 

Síndrome do impacto do Ombro

A síndrome do impacto no ombro (SIO) é uma patologia inflamatória e degenerativa que se caracteriza por impactação mecânica de determinadas estruturas que se localizam no espaço umerocoracoacromial da articulação. É a afecção mais comum da cintura escapular com prevalência superior em indivíduos com idade entre 40 e 50 anos, entretanto, por estar intimamente relacionada a algumas atividades laborais e esportivas, se torna cada vez mais frequente em adultos jovens. Por isso vale ressaltar a importância da fisioterapia no tratamento conservador.
Os sintomas iniciais podem ser leves. Normalmente os pacientes não procuram tratamento nas fases iniciais.

• Deve-se estar atento a dores leves que estão presentes tanto na atividade quanto no repouso.
• Pode haver dor que vai da parte frontal até a lateral do braço.
• Pode haver dor súbita ao levantar o braço.
• Atletas podem sentir dor nos golpes altos.

Seu médico também pode prescrever sessões com um fisioterapeuta. Seu terapeuta irá utilizar vários métodos de tratamento para aliviar a inflamação, incluindo calor e gelo. Após estas medidas anti-inflamatórias (como ultrassom, infra-vermelho) oterapeuta irá realizar atividades de alongamento para ajudar a restaurar a amplitude de movimento do ombro.  Após uma melhora da inflamação, da dor e depois do ganho da amplitude de movimento, o fisioterapeuta irá iniciar com exercícios ativos para ganho e fortaleciemnto dos músculos do manguito rotador. Desta forma, melhorando a coordenação no manguito rotador e permitindo o movimento do úmero na glenóide sem comprimir os tendões ou bolsa(bursa) sob o acrômio. Você pode precisar de tratamentos fisioterápico por quatro a seis semanas até que você recupere o movimento completo e melhore a função do ombro.